Setembro Refexões: Uma organização que faz a diferença

por Diaconisa Susan Lindberg Haley, presidente do conselho

Há cinco anos atrás, um grupo de cristãos de diferentes denominações religiosas, e de diferentes países começaram a se reunir, para falar sobre diversas maneiras de nos unirmos e desenvolver  um trabalho de Deus. Oferecer então para a região do Metro West um pouquinho do reino de Deus aqui na terra. A nossa visão específica era- Trabalhando juntos, iríamos criar um novo tipo de comunidade multicultural e ecumênica baseada no respeito e serviço mútuos – Partindo dessa visão, após meses de conversas, nasceu a organização ProGente Connections.

A ProGente Connections é uma organização única. Oferece as pessoas de diferentes países a oportunidade de se conhecerem, aprenderem a língua e a cultura um do outro, rezarem e rirem juntas. Através desse nosso trabalho em conjunto, tivemos a chance de descobrir tudo o que temos em comum uns aos outros como: amor à família, fé comprometida em Deus, respeito por aqueles que são diferentes de nós, o valor de uma boa educação para os nossos filhos e o desejo deles crescerem e prosperarem.

Há também atividades concretas da organização ProGente Connections que impactam vidas dias após dias como: o aprendizado da cultura portuguesa e brasileira para crianças filhos de imigrantes; aprendizado de inglês e cultura local para adultos; professores e jovens adultos recebem oportunidades de crescer em sua área profissional e palestras educacionais de defesa ao imigrante também já estão se expandindo; e, muito em breve, workshops práticos também serão ofertados pela organização.

É com muita alegria que faço parte da organização ProGente Connections. Através de todo o trabalho árduo de professores, voluntários, pais, filhos, entre outros indivíduos, funcionários e membros da diretoria, esta é uma organização de pessoas que se servem mutuamente por amor e amor a Deus. Esta é uma organização que faz toda a diferença no mundo.

Agosto Refexões: A Igreja Episcopal fica com imigrantes

Agosto Refexões: A Igreja Episcopal fica com imigrantes

Este ano, em torno 1.000 episcopais fretaram 19 ônibus para o Centro Residencial T. Don Hutto, onde as mulheres imigrantes sob custódia das autoridades de ICE estão detidas. O Hutto é uma prisão com fins lucrativos que abriga em torno 500 detidas. O Bispo Presidente da Igreja Episcopal Michael Curry dirigiu-se à multidão e falou: “Jesus disse: Ame a Deus e ame o seu próximo. Nós viemos em amor, que é o núcleo da nossa fé, que é o coração disso. Nós viemos porque não acreditamos que uma grande nação como esta separe as crianças de suas famílias.